Toma lá, dá gás

É uma vergonha.

Para aprovar o projeto de lei sobre os recursos do pré-sal, os lobistas aninhados no Congresso Nacional querem agora o perdão da dívida da Cemig e o financiamento de gasodutos.

Diz o Estadão:

“O interesse é tamanho que o projeto de lei chegou à Câmara e já teve um pedido de urgência apresentado pelo deputado Afonso Florence (PT-BA) e assinado por vários parlamentares. Isso significa que a proposta terá tramitação acelerada e poderá ser votada diretamente no Plenário da Casa, sem que seja preciso tramitar nas comissões temáticas, como é de praxe (…).

A equipe de transição vê o projeto de lei com muita preocupação, pois ele prevê perdão de uma dívida potencial em favor da Cemig e desvia recursos que iriam para saúde e educação para o fundo de expansão de gasodutos, beneficiando poucas empresas.”

O inimigo número 1 de Sergio Moro. Leia AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 24 comentários
  1. Notem que o pedido de urgência foi de um petralha! Com votação acelerada, sem passar pelas comissões (onde poderia ser barrado)! E para beneficiar quem? CEMIG do petralha Fernando Pilantrel!

  2. Isso é caridade com o dinheiro do contribuinte, do empreendedor e trabalhador brasileiros. Depois, querem privatizar após esse falso e pretenso “saneamento” das contas? Isso seria roubo duplo.

  3. Veto foi feito pra quê, equipe de transição? O vampiro não está sempre se dizendo disposto a colaborar? Que o presidente Bolsonaro lhe peça para vetar, se aprovado ainda em dezembro

  4. O petismo fomentou uma mentalidade nefasta no país todo. Todos os envolvidos com esse partido passam a seguir uma cartilha de destruição de tudo e todos desde que favoreçam sua cartilha. Uma seita

  5. Bem q a bandidagem gostaria. Mas não vai ser assim não.Querem a grana dos estados?Vamos então dar apoio a outros projetos,aprovar coisas do real interesse do novo governo (e dos brasileiros).

  6. É preciso denunciar tudo, com todas as letras e dando os nomes, para todo o Brasil. O governo tem o poder de comunicação, deve escancarar, chutar o balde. Ficar “preocupado” não adianta nada.

  7. Imagino que, quem perdoaria essa dívida seria o credor ou seja a União. Essas negociatas feitas com um governo corrupto e no apagar das luzes, poderiam ser contestadas mais adiante, acredito.

  8. Bom dia! A última anuidade que paguei para a OAB, no valor de R$ 726,00, me autoriza a prestar solidariedade ao comentário feito pelo colega sobre o STF. Embora a OAB venha se calar, nós não.

  9. bom dia brasil, perigosíssima a tentativa de fuga do rato imundo ontem no stf, embargos auriculares são um perigo no brasil montado pelo roedor, uma boa parte deve muito aos imundos ladrões …….