Tomatada de segundo grau

Gilmar Mendes está em Lisboa para um seminário do IDP.

Ele disse que não viu nada de mais no recado de Sérgio Cabral a Marcelo Bretas:

“O que se alegou é que houve ameaça ao juiz e eu vi o vídeo, examinei todas as questões e não me convenci disso. É um diálogo talvez um pouco ríspido entre o ex-governador e o juiz, mas nada de mais.”

Ele disse também que, no ano que vem, vai votar contra a prisão dos condenados em segundo grau:

“As pessoas são presas já provisoriamente e essa decisão é mantida em primeiro e em segundo grau, portanto, a execução da pena está se fazendo já no primeiro grau. Mas isso só deve ser discutido no ano que vem.”

Comentários

  • José -

    Prisão deve acontecer em primeiro grau e quem se sentir lesado procure as devidas providências de segundo ou terceiro grau, mas , na cadeia ! Esse é o princípio de justiça !

  • Wagner -

    É SIMPLES ACABAR COM ISSO VAMOS PASSAR UMA BALA NA CABEÇA DO GILMAR E O BRASIL ESTÁ SALVO IMPOSSÍVEL QUE 210 MILHÕES DE BRASILEIROS VAI TER QUE PENAR NA MÃO DE O ÚNICO BANDIDO VAMOS ELIMINAR O GILMAR E O BRASIL ESTÁ SALVO

  • Eddie -

    Se, ao invés de "Instituto" fosse "Fundação", haveriam mudanças significativas?

Ler 81 comentários