Torquato, a política e o crime

Torquato Jardim tem dito a interlocutores que uma de suas declarações, na polêmica entrevista a Josias de Souza, foi mal interpretada.

Ele não queria dizer que há um acerto entre deputados estaduais e o crime organizado para a indicação dos comandantes dos batalhões, mas que alguns são indicados por deputados e outros por gente do crime organizado.

É uma maneira de tentar amenizar a reação política da Assembleia Legislativa do Rio.

Agora já não faz muita diferença, ministro.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 25 comentários
  1. Se fosse um esquema de corrupção tudo bem, mas é um absurdo um Ministro se manter no cargo depois de dizer a verdade, tem que deixar isso por debaixo dos panos
    resumindo a opinião dessa galera

  2. Medidas essenciais para o Rio de Janeiro:
    – Negar efetivamente a entrada de drogas;
    – Negar efetivamente a entrada de armas;
    – Criar uma Nova PM;
    – Criar uma Nova Polícia Civil;
    – Extinguir as favelas, concedendo conjuntos habitacionais dignos para essa população;
    – Faxina geral no Legislativo fluminense;
    – Acabar com os super-salários do Judiciário e da Procuradoria de Justiça;
    – Acabar com as cessões sem limites de servidores públicos;
    – Aplicar com rigor o teto constitucional sobre as remunerações de servidores públicos, incluindo oficiais da PM; e
    – Rever todos os contratos da esfera estadual.

    Essas seriam medidas minimas para uma retomada do RJ, o que deveria ser copiado pelos Municípios no couber.

    1. Como isso não acontecerá nos próximos 700 anos. mais rápido e barato seria SP fechar suas fronteiras ao RJ e formar um nova unidade federativa com o Sul. Isso talvez aconteça nos próximos 300 anos.

  3. No país onde a Globo chama terrorista de ativista, as montadoras de veículos lutam bravamente para manter os altos índices de furto/roubo de veículos. — (O lobby das montadoras impede há dez anos a vigência de lei regulamentada em julho de 2007 pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que obriga a instalação de chip (de localização e rastreamento) nos carros vendidos no Brasil, como forma eficiente de acabar com o espantoso número de veículos furtados ou roubados todos os anos. As razões não são as mais nobres: há um “mercado de reposição” de mais de meio milhão de veículos roubados por ano.) Esta matéria está no site Diário do Poder desta quarta-feira. – O eminente ministro da Justiça bem que deveria estar envidando esforços para colocar essa medida em vigor, ao invés de ficar trolando sobre a gravíssima situação do Rio.

  4. O que o ministro falou é sómente a ponta do iceberg. É a pura verdade. O Rio é um estado de mentira. Nada público é sério. Estão doídos porque convivem amigados com o crime. Todos sabem onde os bandidos moram e ninguém faz nada. Bandido é solto rápidinho porque pagou caro prá todo mundo. Quem está sentido é porque é cego ou tem muito interese nisso. Parabéns por falar a verdade e mexer na ferida.

  5. Se até o ministro dos Esportes, o filinho do Picciani esta metendo o bedelho, coisa boa nao está
    defendendo, o Min. Torquato mexeu com isso em muitos figuroes que tem o rabo amarrado

  6. Brasil, um país de bundões, um membro de um governo criminoso teve um ataque de homem de Estado e agora acordou, senhor bundão, ao invés de ir ao microfone com um entrevistador, porque não conversar com o bundão-mor e intervir naquela m. chamada Rio, um Estado da m. chamada Brasil? trabalhe em silencio, fale menos, para roubarem até que vocês são silenciosos, mas para trabalhar… é um parto.

  7. Os machos não são tão machos como pensam.
    O sistema é bruto.
    O inimigo não é tão desconhecido quanto dizem. O cara tá lá em BSB e só sabe de relatórios. O Cara a cara, sentir o bafo no cangote é outra. Afinou, foi? O Brasil não é para amadores.
    Sem problemas… estamos numa fase de crise de identidade. É a nova moda.

    1. é a primeira coisa que se perde quando se mete na política. Taí o resultado. Mal interpretação.
      Eu disse aquilo mas não era aquilo que eu disse.

  8. A situação no RJ só chegou onde chegou exatamente por coisas como estas faladas pelos ministro.
    VAMOS DEIXAR DE SER HIPÓCRITAS!!! Tem gente de lá que tá “ZANGADINHO” É??? Morde o dedo que passa.

  9. A Rede Globo de Televisão e seus SATÉLITES na internet – O Antagonista é um deles – já elegeu a próxima crise: segurança pública no RJ!
    Qualquer coisa vale para derrubar o presidente Michel Temer, até ficar ao lado do PEZÃO, sócio do SÉRGIO CABRAL nisso tudo que está aí!
    Ao invés de ajudar, a Globo só atrapalha o país! E ainda defende traficante de drogas em novela de horário nobre! É o fim da picada!
    Aliás, o que pensa o candidato global, o LUCIANO HUCK sobre isso tudo? E a MARINA SILVA?

  10. Acho que os senhores jornalistas, ao invés que ficarem alimentando polemicas, deveriam olhar parar de olhar para o dedo e passar a olhar para onde ele ta apontando. Parecem cães adestrados.

    1. Não sei porquê esse rompante de moralismo e indignação. Vocês e respectivas Súcias já não enganam mais ninguém. Até as pedras já sabem da promiscuidade existente entre os poderes (3 instâncias) com as estruturas Policiais, Milícias, Crime Organizado, Desorganizado, Oportunista não só no RJ, mas em todas as Unidades da Federação. Provas? Não subestimem nossa inteligência. Melhor avaliarem a mediocridade, a hipocrisia e a imoralidade que permeiam o meio de V. Exas.. Basta saírem às ruas (reconheço a dificuldade e a falta de coragem em fazê-lo), acompanharem as mídias. É todo dia, toda hora.
      Espero que as FFAA assumam o seu protagonismo bastando com essa nojeira toda. Sugestão: Cruzamento da Renda Declarada x Riqueza Aparente x Padrão de Vida e Consumo de todas as V.Exas e partes envolvidas.