Trabuco: “Momento de entendimento”

Luiz Carlos Trabuco, presidente do Bradesco, chega para a posse de seu conterrâneo Dias Toffoli — ambos nasceram em Marília, no interior de São Paulo.

“Acho que é um momento de entendimento. Temos uma agenda de entendimento a partir do ano que vem.”

Ele disse que “o país tem muita coisa para ser feita”.

Sobre a sucessão presidencial, ponderou que “o banco [Bradesco] não deixa a gente falar”.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 36 comentários
  1. Esse pessoal acusa sem provas tofgoli acho que acostumaram com o exemplo de incriminar Lula sem provas…quanto a bancos o próximo presidente precisa baixar realmente os juros.ga tem bilhões..

  2. É melhor que Trabuco não fale nada. O segundo maior agiota do Brasil não tem absolutamente nada de útil a dizer para nós, suas vítimas eternas. O Brasil não tem nenhum banco minimamente decente

    1. ele já falou q o primeiro decreto dele como presidente vai ser revogar um decreto aí e acabar com a concentração desses 05 bancos. deve ser por isso que o trabuco apoia o andrade, não sei. deve

    2. O problema nosso não é ter Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, BNDES ou outros bancos estatais. O problema nosso é concentração bancária. Tem muito pouco banco, está muito concentrado.

    3. O pré-candidato a presidente Geraldo Alckmin (PSDB) atacou a concentração bancária e a falta de competitividade do setor financeiro nacional por gerar juros altos para a população.

    4. Liberar mais bancos??? KKKKK Seu candidato está falando em creches, fatecs, marmitex, moto boy, bom prato, comida a 1 real. Com essa plataforma, esse sujeito não serve mais nem para vereador.

    5. Nao sabia disso alias seu candidato do PSDBunda ta tao preocupado em atacar o Bolsonaro que esqueceu de fazer campanha e mostrar ao povo suas hipoteticas intençoes, isso que é “estrategia eleitoral

  3. AGENDA ENTENDIMENTO….leia-se, acerto entre STF, PT, PSDB, MDB. Solta-se Lula e outros criminosos de porte e, livra-se o próprio Trabuco que cedo ou tarde vai aparecer em investigação.