Tranquilize-se, Luislinda

Luislinda Valois, fique tranquila. Seu trabalho em Brasília pelo menos está garantido.

Com a reestruturação dos cargos do governo federal, confirmada hoje no Diário Oficial, a desembargadora aposentada está oficialmente reconhecida como ministra dos Direitos Humanos. A pasta comandada pela tucana existia de forma provisória desde fevereiro.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler 39 comentários
  1. O Presidente Temer ganharia alguns pontos de popularidade se concedesse a Carta de Alforria a essa pobre mulher !
    Vai, Luislinda, vai ser livre, voa, some, vaza !
    #alforriatemer

  2. Cadê os Direitos Humanos para libertar essa coitada dos grilhões? (dos GRILHÕES, não dos milhões, OK?)

    #LIBERTEMLUISLINDA

    #INTERVENCAOJA #BOLSONARO2018 #LULANACADEIA

  3. Vcs sabiam que ela só se aposentou como desembargadora, mas que nunca desembargou nada. Ela exigiu com o pretexto de Antiguidade e conseguiu se aposentar com o salário de uma atividade que nunca exerceu. Pesquisem, Antagonistas. Essa mulher é uma farsa. Me admira não ser Pt ou PCDdoB

    1. Ou seja: a pobre escrava está acostumada a ganhar no grito ?
      Realmente é de admirar que não seja PT ou PCdoB, porque vitimização ela faz muito bem !

  4. Esta petista Luislinda que na prática é uma Luishorrivel, deveria ter ficado de boca fechada. Agora vai ter que sair. Não tem outra solução.

  5. Que beleza, voltamos a ter 32 ministérios.
    Cadê o a palavra do Temer, que disse que iria reduzir o número de ministérios para 20, e depois se arrependeu e disse que seriam 22?

  6. Confesso minha santa ignorância. Ministério… dos Direitos Humanos? ]que atribuições ele tem que o justifique? Quantos funcionários e qual seu custo? Para mim, desrespeito aos DH é tarefa para a Justiça do país. Ou estou enganado?

  7. À partir do peculiar critério de “justiça” desta desembargadora, creio que seus despachos estão mais para macumba que para peça jurídica

  8. só temer não se toca que com um ministério meia-boca como esse, cheio de processados, indiciados e malandro(a)s atrás de uma sinecura no inss para ver que seu destino é ficar apagando indêndios a cada meia hora!

  9. Deveriam ser extintos, transformados em secretarias ou incorporados a outros: das Cidades, da Cultura, do Desenvolvimento Social, dos Direitos Humanos, do Esporte, da Integração Nacional, do Meio Ambiente, do Planejamento Desenvolvimento e Gestão (?), do Turismo e da Transparência (??!!). 10 ministérios com status, foro, orçamento e outras benesses em forma de privilégios para parentes, puxa-sacos e aspones de políticos. E assim i Brasil se apequena.

  10. Ela entrou no governo federal para ocupar a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial antes de ser nomeada ministra dos direitos humanos. Governos estaduais também têm secretarias que cuidam da “igualdade racial”. Todas elas ocupadas necessariamente por negros, em sua maioria militantes de movimentos negros!! São verdadeiros feudos de militantes. Não deveria ser assim. Já que se trata de “igualdade racial”, o correto seria um rodízio de representantes de todas as raças nessas pastas, ou, mais correto ainda, simplesmente a nomeação de pessoas competentes independentemente de raça (na verdade, sua extinção seria a medida mais correta). Mas não! É o Brasil.

  11. O caso Luislinda Valois remete a um outro personagem que, há décadas, usa a seu favor a imagem de pobre, migrante nordestino e operário. Sim, Luiz Inácio Lula da Silva, o inimpu.tável, o que pode tudo, ganhar presentes de empreiteiras, fatiar a propina da Petrobrás, ratear estatais e fundos de pensão entre os “cumpanheiro”, jogar as culpas na mulher já falecida, lavar as mãos diante dos erros da pupila feita presidente da República.
    .
    Se Valois quis driblar a lei por ser negra e argumentar contra a escravidão (dela, não dos outros), Lula sempre se pôs acima de críticas, de regras e agora da lei porque tem a biografia que tem.
    .
    A mitificação vale também para o presidenciável Jair Bolsonaro, que se faz passar por “militar” até hoje, angariando apoios e simpatias nas bases das Forças Armadas e de saudosistas da ditadura, apesar de estar na reserva do Exército desde 1988 e estar na política desde 1990, há quase 30 anos, e desfrutar do seu sétimo mandato como depu.tado federal.
    .
    São todas mistificações para dourar a realidade. Só não vê quem não quer.

  12. Como, assim? Quando chegou o Temer não disse que ia extinguir Ministérios? É só aguardar; daqui a pouco essa senhora vai dizer que a crítica a ela é preconceito contra os negros. Se ela pensa desse modo como ex-desembargadora, imaginem quando era desembargadora! Devia mandar e desmandar e achar que as “ajudas de custo” (auxílio beca, alimentação, estudo dos filhos, seguros para tudo, transporte, saúde, etc.) que recebia, ainda era pouco. Fora os “proventos”. O pensamento atual dela já diz tudo: não está nem aí com a pobreza no Brasil. O pensamento dela é pobre. Quem ocupa cargo público e tem consciência do que é isso, não age como ela. Pede para … e sai, Ministra! O seu conceito de direitos humanos não serve para a sociedade brasileira. É pré-escravatura. Se ela declarou abertamente o absurdo de ter que ganhar R$ 61 mil, imaginem seus conceitos subjacentes! Deve pensar que alguém que ganha salário mínimo, como ocorre com a maioria dos trabalhadores brasileiros, é escória, e não está no nível dela. Se o Temer gosta de polêmica está aí uma ótima Ministra para ele. Não para os brasileiros de bem. O Brasil não tem um só dono, senhora! É patrimônio de todos os brasileiros.

  13. Se ela acha que está fazendo trabalho escravo porque não volta de onde veio? Ninguém é obrigado a ser ministro de estado. Caia fora se acha que está ganhando pouco. Simples assim.

  14. Agradeça ao Ministério Publico Federal mais corrupto, mais midiático, mais condescendente, mais omisso e mais inerte da história! O APARELHAMENTO COM ZUMBIS, O MARKETING, O EMPREGO COM ESTABILIDADE, MUITAS VANTAGENS E FAMA INIBIRAM AS AÇÕES! Quando o povo se der conta já seremos novamente colônia. CORTAMOS O JANTAR (futuro), O VENDEMOS PARA ALMOÇAR (presente)! Lucros insustentáveis, o dinheiro ganho hoje será o que pagará a compra da jurisdição e da proteção togada amanhã! ETERNOS ESCRAVOS DO GOVERNO! Vou começar a construir o meu bunker, tchau!

  15. A BUROCRATA HIPÓCRITA NOJENTA VAI PODER CONTINUAR ESCRAVIZANDO QUEM TRABALHA DE VERDADE NESTE PAÍS!

  16. ACORDA MOURÃO!!! Vê se faz o General Vida Boa, levantar da poltrona, arregaçar as mangas e colocar as FFAA para trabalhar!!! Não esquece de demitir a escrava Valois de seu empreguinho mixuruca!!!!

  17. Depois desta, que tal mudar o nome para Luisfeia??? E vamos ser realistas: está com respeitáveis 75 anos e é desembargadora “aposentada”. Deve ter é uma penca de pecados aos longos dos muito anos de “trabalho”. Se as claras faz uma destas, imaginemos às escuras. Tudo bem!!! É uma escrava!!!

  18. Como pode essa tal de Luislinda, permanecer no cargo, depois de de dizer que que quem recebe um salário de R$ 30.000,00, faz trabalho escravo????Deveria ser demitida imediatamente!!! Só mesmo no Brasil país da Impunidade, acontece de uma ministra de araque, como está, ser empossada neste cargo, falar um absurdo como este e não ser demitida!!! ACORDA MOURÃO!!!

  19. Prá começar, presidente Temer, essa “ministra” deveria ter a decência de pedir exoneração do cargo. Como ela não o fez, acho que o senhor deveria demiti-la sumariamente, em respeito a todos os trabalhadores que vivem com o suor dos seus esforços. Em segundo lugar, esse ministério deveria ser extinto, bem como o Ministério da Cultura.

  20. olhando a lista rapidinho marquei metade que se sumir nenhum brasileiro percebe? imagina o tanto de cargo comissionado que cada um tem

  21. Puxa vida!
    Ela irá se sacrificar pelos brasileiros ficando sem MAQUIAGEM e sem ROUPAS???
    O escravocrata Michel Temer continuará abusando da pobre coitada?
    Que dó!

  22. Esta Luislinda (isto não é nome, é xingamento) é pragmática. Diante da dificuldade de defender os Direitos Humanos de alguns milhões (com todo o respeito aos baianos, “mas dá uma preguiça”, conforme Dorival Caymmi assumia, sem vergonha de ser feliz), focou seu “esforço” nos “Diretos Umanos” de um (na verdade, de uma: “Ella”). E foi sincera: Roupas, perfumes e maquiagem… afinal, querer mais que isto??? Joãozinho 30 já dizia, o “povo quer é luxo”. Esta faz para o PSDB um estrago maior que toda uma bancada do PT.

  23. Não pedirá demissão?

    Provando e comprovando que não que de tão cruel não enxerga a realidade.

  24. Não é exatamente o trabalho dela que está garantido, mas seu emprego, cota do PSDB para apoiar o governo corrupto de Temer. Daremos o troco na próxima eleição: redução drástica do estado inchado, incompetente e corrupto desde os tempos de FHC, Lula e Dilma.

  25. Como pode, depois de uma declaração absurda de que ganhar 30 mil, mais cartão corporativo, mais jatinho, mais motorista, mais diárias, é TRABALHO ESCRAVO PODE CONTINUAR QUALQUER COISA, LIGADA A “DIREITOS HUMANOS”? Essa mulher é uma ALIENADA. E Temer é um FROUXO.

  26. Ainda sobram pra a escravinha,o cartão corporativo,auxílio senzala e jatinhos da FAB negreiros e outros penduricalhos…………CARA DE PAU!!!!!!!

Os comentários para essa notícia foram encerrados.