Transfiram para a Bolívia

O Estadão noticia que o chefe de um cartório do Acre pediu a um juiz que intimasse os 133 blogueiros do estado a se “matricularem” no cartório dele. O pretexto é uma lei da época da ditadura, que obrigava jornais e afins a ter esse tipo de registro.

O Antagonista sugere que o cartório em questão seja considerado território boliviano.

Faça o primeiro comentário