Transparência Internacional critica decisão do STF

Telegram

A Transparência Internacional divulgou uma nota lamentando a decisão do STF que fixa a competência da Justiça Eleitoral para julgar crimes comuns ligados ao caixa 2.

Para a organização, o que foi decidido quinta-feira “ameaçará seriamente os processos já em curso, com risco real de impunidade; além de prejudicar o desenvolvimento de novos casos anticorrupção”.

“O que mais desejam os réus políticos é que as investigações e processos que apuram os esquemas de corrupção de que são suspeitos sejam transferidos às cortes eleitorais”.

Comentários

  • JOSE -

    Os ministros que votaram a favor disso sabiam o que queriam: IMPUNIDADE.

  • NEUMARA -

    Cobra não come cobra.

  • Francisco -

    O STE não tem estrutura de pessoal especializado e é composto por ministros, desembargadores e juízes emprestados por outros tribunais e advogados militantes, antes e depois de exercerem o cargo.

Ler 192 comentários