ACESSE

TRE do Mato Grosso julga cassação do mandato de senadora do PSL

Telegram

O TRE do Mato Grosso julgará nesta manhã o caso da senadora Selma Arruda, do PSL, acusada de caixa dois e abuso de poder econômico.

Na corte local, esse será o julgamento definitivo, mas, em caso de derrota, a parlamentar ainda poderá recorrer às instâncias superiores para se manter no cargo.

Na semana passada, Selma postou o seguinte nas redes sociais:

“Vejo que a imprensa mato-grossense já antecipa o voto do desembargador Pedro Sakamoto, pela minha cassação. Imaginem que sou acusada de caixa dois por gastos efetuados licitamente, fora do período de campanha. Nenhum outro candidato foi investigado por isso. Também sou acusada de abuso de poder econômico, o que é ridículo, se formos comparar a minha situação financeira com a das pessoas que competiram ao Senado comigo.”

A ex-juíza é uma das responsáveis por mandar para cadeia o ex-governador do estado Silval Barbosa, acusado de desviar bilhões de reais.

“Será essa a razão da minha condenação? Será que Sakamoto quer minha cassação porque fui a juíza que prendeu e condenou a maior organização criminosa que Mato Grosso já viu? Sinceramente, prefiro achar que isso não é verdade. Prefiro continuar acreditando na Justiça Eleitoral. Perder essa crença é doloroso demais. É admitir que o Judiciário também sucumbiu à corrupção. Aguardemos o desenrolar dos fatos.”

Os grampos que ligam Joesley, da JBS, com os poderosos de vários partidos. LEIA AQUI

Comentários

  • Júlio -

    Ela teve o meu voto e de muitos mato-grossenses e continuo com ela. Isso é um grande golpe no povo.

  • Luiz -

    Pelo visto tem muito peixe grande querendo fazer ela pagar por atitudes praticadas contra eles no passado.

  • André -

    Que é retaliação é mesmo.

Ler 19 comentários