TRE-RJ TORNA CRIVELLA INELEGÍVEL

Por 7 votos a 0, de forma unânime, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro declarou hoje a inelegibilidade de Marcelo Crivella até 2026.

O prefeito do Rio de Janeiro é candidato à reeleição e, se quiser continuar no pleito, deverá recorrer e vencer no Tribunal Superior Eleitoral.

O julgamento começou na última terça e faltava apenas o voto do juiz Vitor Marcelo, advogado que integra o TRE. Ele acompanhou o relator, Cláudio Dell’Orto, e os demais membros da corte.

Crivella foi acusado pelo PSOL de abuso de poder político, em 2018.

Em setembro daquele ano, ele participou de comício do filho para funcionários da Comlurb, estatal municipal de limpeza, numa escola de samba, durante horário de expediente e com uso de veículos da empresa.

O filho de Marcelo Crivella não foi eleito para o cargo de deputado federal. Mesmo assim, Cláudio Dell’Orto impôs também a ele a pena de inelegibilidade e multa de R$ 106.410,00.

A defesa informou que iria recorrer ao TSE.

“O julgamento é nulo pelo cerceamento de defesa, já que o advogado não pôde usar a palavra nem mesmo pela ordem, como é da sua prerrogativa”, disse o advogado Rodrigo Rocca.

Leia mais: 2022: Bolsonaro e PT disputam os evangélicos
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 32 comentários
TOPO