TRE-SP pune petista por propaganda irregular no Google

Jilmar Tatto, candidato do PT ao Senado, foi condenado pelo TRE-SP por propaganda impulsionada no Google de forma irregular contra o tucano Ricardo Tripoli, informa a Veja.

O petista foi acusado de empregar a palavra-chave “Ricardo Tripoli” para, por meio de publicidade paga, direcionar a pesquisa no Google para seu site. Já havia feito o mesmo com Mara Gabrilli, a outra candidata do PSDB ao Senado.

A corte eleitoral ordenou a Tatto exclusão definitiva do material na internet e pagamento de multa de R$ 20 mil.

 

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 24 comentários
  1. gilmar tatto nao e aquele secretario do transporte de haddad , ligado ao tresnporte alternativo e com ligaçao com um cara ligado aos direitos dos manos e membro do pcc , segundo relatorios p9