ACESSE

Três barreiras para a recuperação

Telegram

Com dois trimestres seguidos de alta, o país já pode dizer que tecnicamente deixou a recessão para trás, mas a recuperação ainda enfrenta três grandes barreiras, segundo Míriam Leitão:

1) A crise fiscal, que depende das medidas de ajuste que o Congresso e o governo Temer ainda não aprovaram;

2) O desemprego, que, embora caindo, está muito elevado;

3) O próprio ritmo de crescimento do PIB, que nem de longe lembra o vigor da saída da crise de 2008/2009. “Na taxa acumulada em 12 meses, só se espera um número positivo no final deste ano, em torno de 0,5%, agora com viés de alta.”

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 47 comentários