TRF-2 mantém Orlando Diniz preso

Abel Gomes, desembargador do TRF-2, rejeitou o pedido de liminar para soltar Orlando Diniz, presidente da Fecomércio do Rio que foi preso na Operação Jabuti, informa o G1.

Diniz é acusado pelo MPF de lavar dinheiro e cometer os crimes de corrupção ativa e passiva, ao integrar organização criminosa liderada por Sérgio Cabral.

A defesa pediu a soltura alegando que ele não oferece risco ao processo.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 10 comentários
  1. E FEZ EMPRESARIA DESMAIAR……..O prefeito do município de Pariconha (AL), Fabiano Ribeiro de Santana (PP), tornou-se réu de uma ação penal que o denuncia por exigir propina de R$58 mil como condição para liberar pagamentos devidos pela prefeitura do município do Sertão de Alagoas a uma empresa contratada para elaborar o plano municipal de saneamento básico. A denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal (MPF) foi recebida pelo Pleno do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), no Recife (PE). E narra o desmaio da empresária, diante da pressão do prefeito.

  2. Perguntem aos funcionários da Fecomércio e do Sesc/Senac RJ se esse pústula oferece risco ou não ao processo!! Perguntem sobre o regime de terror que esse bandido implantou ameaçando até mandar embora se alguém postasse alguma coisa no facebook sobre os desmandos que cometia!! Perguntem aos que foram demitidos porque o maluco cismou que acobertavam traição da mulher , outra pilantra, dele com o tal advogado que ele tentou agredir em um restaurante do Leblon!! Perguntem da roubalheira, perguntem do desmonte das unidades do senac! A lista de crimes é enorme!!

  3. Orlando Diniz não pode ganhar a liberdade. Assim como o consumidor não pode perder a liberdade de escolha, que corre risco se o CADE não vetar o suspeitíssimo monopólio representado pela Compra da Fibria pela Suzano.