TRF-4 nega recurso de Léo Pinheiro para evitar multa do triplex

A 8ª Turma do TRF-4 negou recurso de Léo Pinheiro para suspender a multa prevista em sua condenação no caso do triplex do Guarujá.

A defesa alegava que a cobrança não poderia ser feita em execução provisória de pena.

Segundo o juiz federal Nivaldo Brunoni, que substitui o desembargador federal João Pedro Gebran Neto, em férias, se a liberdade do réu pode ser restringida, também pode ser imposto o cumprimento das sanções pecuniárias.

“Sendo possível a execução provisória da pena privativa de liberdade, não seria razoável entender pela impossibilidade de execução das penas acessórias, incontestavelmente mais brandas do que aquelas.”

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

Ler mais 1 comentários
  1. Não sei se vão acreditar, mas eu pensava que com a prisão de Lula, vocês teriam de fechar O Antagonista por falta de assunto. Ledo engano. Há um mar, um oceano, um universo de bandidos na política.