Tribunal de Contas do DF quer 30 dias de recesso ou compensação financeira

O Tribunal de Contas do Distrito Federal inventou seu próprio recesso de fim de ano com duração de 30 dias. O Ministério Público não gostou e ajuizou uma ação.

Antes, houve uma tentativa de acordo pela qual os conselheiros do tribunal topariam seguir o recesso do Judiciário, de 20 de dezembro a 6 de janeiro, desde que houvesse uma compensação – financeira, inclusive.

O melhor é acabar com qualquer recesso.

Bem diferente da Justiça, que só age quando provocada, o Tribunal de Contas tem o dever de atuar por iniciativa própria, especialmente no fim do ano, quando se intensificam as ações de governo, há fechamento de balanço e exercícios.

Joice Hasselmann, a deputada do barulho quer ser a capitã do governo. Leia AGORA

Temas relacionados:

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 26 comentários
  1. O Brasil precisa saber o que é o TCDF. É uma Pocilga, Cabide de emprego para Vagabundos, Canalhas Inúteis, Casa de Corruptos, Bandidos, NADA FAZEM.Salários Altíssimos, Mordomias a perder de vista

  2. O melhor é acabar com esses tribunais, puros cabides de emprego, que seus conselheiros são nomeados pelo governador e outros políticos mais. Essa excrescência tem de acabar ou criar concursos sér

    1. Dos 7 foram 5 ou 6 presos. No dia seguinte não havia quorum pra fazer sessão. TCE de todos estados são um lixo. Pegaram o do Rio só. Mas se fizesse um pente fino o de SP iria 1/3 preso