Tribunal de Contas do DF quer 30 dias de recesso ou compensação financeira

Telegram

O Tribunal de Contas do Distrito Federal inventou seu próprio recesso de fim de ano com duração de 30 dias. O Ministério Público não gostou e ajuizou uma ação.

Antes, houve uma tentativa de acordo pela qual os conselheiros do tribunal topariam seguir o recesso do Judiciário, de 20 de dezembro a 6 de janeiro, desde que houvesse uma compensação – financeira, inclusive.

O melhor é acabar com qualquer recesso.

Bem diferente da Justiça, que só age quando provocada, o Tribunal de Contas tem o dever de atuar por iniciativa própria, especialmente no fim do ano, quando se intensificam as ações de governo, há fechamento de balanço e exercícios.

Comentários

  • Renato -

    Canalhas

  • mineiríssimo -

    Deveriam acabar sim com esta excrecencia. Cabide de emprego de políticos corruptos e de seus cumpinchas.

  • Tuiuiú -

    Tem que acabar e com todos os TCEs, são cabides de empregos milionários que não fazem falta alguma.

Ler 21 comentários