ACESSE

Tribunal de Justiça do Rio diz que MP perdeu prazo para recorrer contra Flávio

Telegram

A desembargadora Elisabete Filizzola Assunção, uma das vice-presidentes do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, considerou que o Ministério Público perdeu o prazo para recorrer ao STJ e ao STF contra a decisão que deu foro privilegiado a Flávio Bolsonaro.

A intimação da decisão, proferida em 25 de junho, ocorreu no dia 2 de julho e o prazo de 15 dias começou a contar no dia 3. Segundo a desembargadora, o MP teria até o dia 17 para recorrer, mas protocolou o recurso no dia 20 de julho.

A Promotoria afirma que o prazo deveria contar em dias úteis, não corridos, mas Assunção disse que o próprio STF decidiu o contrário.

A decisão, em tese, não afeta o andamento de uma reclamação, apresentada diretamente ao Supremo, que questiona a decisão que tirou a investigação sobre a rachadinha da primeira instância e levou o caso para o Órgão Especial do TJ-RJ, na segunda instância.

Leia mais: Os cheques de Queiroz para Michelle Bolsonaro: quem ficou sabendo primeiro?

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 28 comentários