ACESSE

Troca de acusações

Telegram

Membros da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional rebatem a acusação de integrantes da cúpula do Ministério da Economia de que teriam vazado o texto da reforma da Previdência Social.

Em sua defesa, os procuradores – responsáveis pelo crivo técnico-jurídico da PEC – alegam que receberam um texto fatiado, logo não poderiam vazá-lo na íntegra como ocorreu.

Eles aproveitam para criticar que o fatiamento é procedimento heterodoxo e inviabiliza, inclusive, uma análise completa e sistemática da proposta, especialmente sob o aspecto de constitucionalidade.

Guerra de Influência No Planalto. Quem Você Acha Que Vai Vencer? Descubra aqui.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 14 comentários