“Troca na PF é natural”, defende Federação Nacional dos Policiais Federais

“Troca na PF é natural”, defende Federação Nacional dos Policiais Federais
Foto: ADPF

Em nota oficial divulgada há pouco, a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) classificou como “consequência natural” as mudanças anunciadas na PF pelo novo ministro da Justiça, Anderson Torres.

Ontem no início da noite, Torres anunciou o nome do novo diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Maiurino, em substituição ao delegado Rolando Souza.

“O histórico de Paulo Maiurino permite que os policiais federais esperem por uma gestão voltada para o bom relacionamento institucional. A questão da antiguidade do novo diretor geral (tomou posse em 1998) representa o resgate dessa lógica no comando da corporação e também traz boa expectativa em áreas estratégicas, como Interpol e investigações contra a corrupção”, disse a Fenapef em comunicado.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
TOPO