ACESSE

A trope de elite do Exército no Rio

Telegram

Uma tropa que recebe treinamento de alto nível, com sede em Goiânia, chegou ao Rio de Janeiro para ficar na linha de frente da intervenção federal no estado, sob o comando do general Walter Souza Braga Netto, informa O Globo.

“Na caserna, entre os militares, seus integrantes são chamados de ‘fantasmas’ por atuarem nas sombras, em operações sempre cercadas de sigilo. O Batalhão de Forças Especiais do Exército conta com aproximadamente 2 mil homens. Não raro, eles são comparados aos Navy Seals da Marinha americana, que mataram Osama bin Laden no Paquistão em 2011. Esses militares, preparados para ações antiterror, têm nas mãos uma missão muito difícil: expulsar o tráfico e as milícias de algumas favelas cariocas.”

Coronel da reserva e ex-integrante das Forças Especiais, Fernando Montenegro explicou ao jornal que os integrantes passam por um rígido processo de seleção no Forte Imbuí, em Niterói, antes de seguirem para um mínimo de cinco anos de preparação em Goiânia.

“É incomparável a qualidade deles. Eles alcançam uma qualificação extrema não só em nível tático, recebem treinamento de ponta para ações de alto risco em áreas urbanas. Trabalham com inteligência e entendem como funcionam as forças de sustentação de uma guerrilha. É um treinamento que capacita o militar a suportar situações extremas. Cada integrante das Forças Especiais tem um nível de conhecimento que o permite planejar sabotagens em grandes instalações e até produzir explosivos de forma improvisada.”

No brasão dos FEs, como são chamados, aparece uma mão empunhando uma faca, com uma luva – referência às ações sempre discretas, que não deixam rastros. A lâmina está manchada de vermelho e o fundo preto indica que a tropa, preferencialmente, age à noite.

Tremei, vagabundos do tráfico!

Comentários

  • Yasmin -

    Coisa boa fantasmas transformem esses bandidos em fantasmas e mandem direto para o UMBRAL!

  • Major -

    Se eliminarem uns 100 vagabundos, e mostrarem as cabeças deles enfileiradas no chão já irá intimidar os outros pilantras! Nada que o exemplo não resolva! Para traficante a morte. Para playboy maconheiro da zona sul, muito tapa na cara. Para policiais corruptos, cadeia. Selva!!

  • tico -

    Tráfico! Até onde se sabe, a única atividade em que Cabral não se meteu.

Ler 168 comentários