“Trouxe 60, o senhor sabe?”

Uma mula do doleiro Alberto Youssef relatou a entrega de 60 mil reais em propinas para Fernando Collor de Mello.

Ele disse, segundo O Globo:

“Eu tinha tirado o dinheiro que tinha levado nas pernas e coloquei no paletó. Eram 60 mil reais em notas de 100 reais. Ele pediu para eu colocar numa mesinha que tinha lá, junto à parede, embaixo de um quadro. Ele não pôs a mão no dinheiro, mas pediu para deixar nessa mesa. Eu disse para ele: ‘Trouxe 60, o senhor sabe?’ E ele respondeu: ‘Sei’. Eu deixei ali, acabei me despedindo, ele me acompanhou até a porta e eu desci.”

Fernando Collor de Mello tem saudade de Lula.

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 17 comentários
  1. No diálogo original coloquial fonte primária, sem edição collorida, foi assim,
    “Trouxe 60, o senhor sabe?”
    “Tá bom. Mas eu sento não. Tá me estranhando? Agora vai, se arranja!”

  2. Este ladrão roubou mais 100 milhoes de reais da Petrobras Distribuidora, deveria estar preso, ainda tem eleitor que votam neste ladrão, ainda tenho esperança que sua hora vai chegar, temos dar um basta nesta corrupção, estão acabando com nosso Brasil.

  3. nem ‘tchum’ pro dinheiro!
    Manda colocar na mesinha, como se fosse entrega de
    correspondência ou de floricultura, tipo mais uma carta
    ou mais flores. Enfim, tipo ‘algo corriqueiro’, né?