Troyjo, novo articulista da Crusoé: “A educação brasileira é prisioneira do século 20”

Marcos Troyjo, diretor do BricLab da Universidade Columbia, é o novo colunista regular da Crusoé. Escreverá duas vezes por mês. É o primeiro nome da fantástica equipe de articulistas que a revista está montando.

Caberá a Troyjo estabelecer conexões originais — nos mais variados campos — entre o Brasil e o distante planeta Terra do qual o país deveria fazer parte.

Na edição desta semana, ele mostra como estamos perdendo terreno por causa dos conceitos ultrapassados que norteiam os nossos educadores. “A educação brasileira é prisioneira do século 20”, escreve Troyjo. Ou seja, muita ideologia e pouca inovação empobrecem material e espiritualmente uma nação.

Leia o artigo. Ele é essencial (em especial para quem tem filhos no ensino médio e na universidade):

A educação brasileira éprisioneira do século 20

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 30 comentários
  1. Para entender a educação no Brasil recomendo ler os cadrenos de Antonio Gramsci publicados pelo MEC e com introdução de Fernando Hadad. Esta no site dominio publico dentro da colecao grandes educadores: http://www.dominiopublico.gov.br

    1. PS. Ali está explicito que a função da educação pela ótica da esquerda é destruir a cultura existente pq esta é “organicamente” ligada ao status quo. Fico assustado de ver como “essa gente” aceita Gramsci e rejeita Heidegger qdo os dois são tão parecidos.

  2. Os coitados dos alunos concluem o ensino médio sabendo como enrolar um baseado, cheirar cocaína usando pedaço de canudinho, ser soldado do tráfico, fazer sexo grupal, tomar cytotec, fazer sexo anal gostoso, sexo oral engolindo tudo, e nada de Português e Matemática.
    O BRASIL DO PT E DE PAULO FREIRE!

  3. Nosso QI é abaixo da média.
    Somos bárbaros barulhentos, carregando políticos nos ombros, rendendo culto às personalidades e correndo atrás de trio elétrico.
    Vivemos numa ‘modernidade’ pós civilização em queda livre involutiva…


  4. Ihhh, qual a novidade?
    .
    Todo mundo minimamente esclarecido sobre o assunto sabe que não temos educação, mas doutrinação e o responsável por isto tem nome: Paulo Freire
    .
    Se não fala disto é mais um ignorante metido a intelectual engana trouxa
    .
    Os tios ainda ignoram a internet

  5. Se informarem pro seu Troyjo, que parte da nação está prestes à votar em Bolsonaro, para presidente da República, certamente ele dirá: “F_udeu! O Brasil voltou pra idade média…”

  6. A educação brasileira talvez devesse ter o dever cívico de resolver a questão da alfabetização e do domínio da leitura e da escrita por parte de todos os estudantes seja qual for o nível em que estejam.

  7. Nossos educadores ( especialmente na era pos FHC) não passam de analfabetos funcionais que decoraram alguns chavões da esquerda idiotizada. Alegam “construir” espírito crítico. Para criticar , primeiro é preciso saber. E, o conhecimento passa longe deles….

  8. Os pensadores, cientistas sociais, educadores, e artistas brasileiros se vangloriam da nossa cultura, miscigenação, liberdade, etc. O trabalho deles na área educacional tem apresentado um resultado; e, por este resultado, estão todos reprovados.

    1. Antes fosse medieval. Naqueles tempos as chamadas Artes Liberais formavam pensadores e intelectuais. Hoje temos é muita escola de Frankfurt geração 1968. O resultado é esse lixo.

  9. Nova pesquisa: Lula continua disparado, Bolsonaro cai, Ciro e direita estacionados
    O mercado financeiro faz suas próprias pesquisas para as eleições de 2018. Acaba de sair mais uma da XP (grupo Itaú Unibanco) com o instituto Ipesp: Lula continua disparado (29%), Bolsonaro cai (19%), Ciro e candidato