TSE barra advogado que atacou lockdown e chamou Flávio Dino de 'porco'

TSE barra advogado que atacou lockdown e chamou Flávio Dino de porco
Reprodução/TSE/YouTube

O Tribunal Superior Eleitoral rejeitou a indicação do advogado Roberto Charles de Menezes Dias para integrar o TRE do Maranhão. Em vídeos publicados nas redes, ele criticou “o circo do lockdown” e comparou o governador Flávio Dino, do PC do B, a um “porco“.

“Somos todos, para o Governador do Estado, massa de manobra. Ou ainda peões que podem ser sacrificados neste jogo para que ele possa alcançar o seu objetivo nefasto de implantar a ideologia que ele defende nesse país”, disse o advogado. Em outro vídeo, ele disse ser “vítima da administração incompetente e comunista de Flávio Dino”.

Com a rejeição de sua indicação, Dias fica fora da lista tríplice a ser enviada para Jair Bolsonaro para escolha de um novo juiz para o TRE do Maranhão.

Os ministros do TSE consideraram que ele demonstrou parcialidade.

O presidente da Corte, Luís Roberto Barroso apontou “falta de neutralidade, imparcialidade, sobretudo em relação àquele que será jurisdicionado no Tribunal Regional Eleitoral, que é o governador do Estado”.
Alexandre de Moraes condenou “críticas ideológicas e políticas não só ao governador do Estado, mas a todas as instituições”.
 

Leia mais: Enquanto Brasília faz tudo errado, a Crusoé continuará fazendo o certo: fiscalizando o poder.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO