ACESSE

TSE desiste de monitorar urnas em tempo real

Telegram

A Justiça Eleitoral anunciou medidas para tentar passar maior sensação de segurança em relação ao uso das urnas eletrônicas, mas alterou o procedimento que deverá ser adotado caso um cidadão relate um problema ou uma suspeita de fraude no momento da votação, registra o Valor.

No próximo domingo, os registros não serão mais feitos em tempo real pelo mesário através do aplicativo ‘Pardal’.

“Caberá aos mesários apenas registrar as manifestações do eleitor em ata – a transmissão dessas informações para o Pardal ficará a cargo dos servidores dos cartórios ou aqueles designados pelo juiz eleitoral e serão feitas num momento posterior.”

O TSE alegou necessidade de evitar a formação de filas na votação, falta de acesso à internet em diversas seções, e custos de transmissão de dados.

Foi declarada a guerra do 2º turno, que definirá também o curso da Lava Jato. Saiba mais AQUI

Comentários

  • Rose -

    Não da pra aceitar

  • JoãoI -

    O TSE pode ser extinto por Emenda Constitucional ou é cláusula pétrea?

  • Alexandre -

    Sinceramente? Tudo MUITO estranho...

Ler 83 comentários