Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

TSE discute punições para políticos que espalham fake news sobre urnas

O caso específico é o de Fernando Francischini (PSL). No dia da eleição em 2018, ele usou uma live no Facebook para dizer que duas urnas estavam fraudadas
TSE discute punições para políticos que espalham fake news sobre urnas
Foto: Reprodução/Facebook/Fernando Francischini

O Tribunal Superior Eleitoral pautou para terça-feira (19) uma ação em que a Corte discutirá sobre possíveis consequências para políticos que propagarem fake news sobre as urnas e o processo eleitoral no Brasil. Será a primeira vez que o tribunal julgará um caso desse tipo. O caso específico é o do deputado estadual pelo Paraná, Fernando Francischini (foto).

No dia da eleição em 2018 e com a votação ainda aberta, o parlamentar bolsonarista usou uma live no Facebook para dizer que duas urnas estavam fraudadas e não estariam permitindo o voto em Jair Bolsonaro. Ele foi o mais votado no Paraná e teve apoio de 427.627 eleitores.

Na ação, o MPF, afirma que, ao colocar em dúvida o processo eleitoral e a lisura das urnas, Francischini, que atualmente é deputado federal, promoveu abuso de poder político. A procuradoria afirma que as condutas configuram abuso do poder político e dos meios de comunicação.

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....