ACESSE

TSE diz ao STF que voto impresso é 'retrocesso'

Telegram

A área técnica do TSE manifestou-se contra a reintrodução do voto impresso nas eleições de outubro, em apoio à ação de inconstitucionalidade ajuizada no STF pela PGR.

Segundo o site Jota, a chefe da assessoria jurídica do TSE, Lilian de Moura Andrade, e o secretário de tecnologia da informação do tribunal, Giuseppe Janino, afirmaram que a regra da nova lei “caracteriza inegável retrocesso no processo de apuração das eleições, capaz de restabelecer episódios que contaminaram as eleições brasileiras até a introdução da urna eletrônica”.

Andrade e Janino acrescentam que a volta do voto impresso “traduz potencial violação ao princípio da eficiência da Administração (CF, art. 37); além de colocar em risco o segredo do voto (CF, art. 14, caput), sem aparente utilidade concreta para a segurança, transparência e normalidade das eleições”.

O retorno do voto impresso deixaria Janino sem emprego, é claro.

Comentários

  • Humberto -

    Não é verdade! A farsa está montada. https://www.google.com.br/amp/redebrasil.net/secretario-de-tecnologia-do-tse-e-denunciado-na-pf/amp/

  • Fer -

    É lógico que é retrocesso. Só que para eles. Tiveram o maior trabalho para arranjar essas urnas fraudulentas que os permite escolher o vencedor do pleito e agora vem um tal de "povo" dizer que não aceita. Aonde já se viu? São todos um bando de FDP!!

  • Luís -

    Esses cretinos que são contra o voto impresso só precisariam responder uma única pergunta: qual democracia avançada no mundo utiliza esse mesmo sistema de apuração secreta e que não pode ser auditada?

Ler 153 comentários