TSE manda Twitter repassar dados de quem festejou atentado a Bolsonaro

Carlos Horbach, ministro substituto do TSE, ordenou que o Twitter informe, em 24 horas, detalhes de 16 perfis que incentivaram ou comemoraram o atentado a Jair Bolsonaro em Juiz de Fora, no dia 6 de setembro, relata O Globo.

Horbach também estipulou ainda multa diária de R$ 50 mil em caso de descumprimento, mas por ora não determinou a remoção das postagens.

A medida foi pedida pelos advogados do presidenciável do PSL. Segundo o Ministério Público Eleitoral, que se manifestou a favor da decisão do ministro, a medida permitirá “a identificação dos responsáveis pelas publicações questionadas (…), permitindo-se ao primeiro representante o exercício de eventual pretensão indenizatória”.

O jornal carioca não identificou os perfis atingidos pela ordem do TSE.

Comentários

  • Iuri -

    Não se enquadra em liberdade de expressão por ser um ato criminoso. Decreto de Lei n° 2.848 de 07 de Dezembro de 1940 Art. 287 - Fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de cri

  • Em -

    Cláudio, não vai falar nada sobre as novas imagens da Globo Juiz de Fora sobre as tentativas de esfaquear Bolsonaro? Sairam no JN e estão no G1. O cara fez duas tentativas antes de acertar.

  • Tereza -

    Ah, generalzinho... querer não é phoder. Mas você pode morrer com calos nas patinhas... vira a bundinha pra uma beijunda...😗 quem sabe você se anima... 😂

Ler 120 comentários