Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

TSE mantém absolvição de Salles por abuso de poder econômico

Plenário da corte confirmou decisão do TRE-SP; ex-ministro do Meio Ambiente era acusado de promover ilegalmente sua candidatura à Câmara na eleição de 2018
TSE mantém absolvição de Salles por abuso de poder econômico
Foto: Gilberto Soares/MMA

O plenário do TSE manteve, por maioria de votos, decisão do TRE-SP que em 2019 absolveu Ricardo Salles das acusações de abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação social.

As acusações referem-se à campanha do ex-ministro do Meio Ambiente de Jair Bolsonaro em 2018, quando ele foi candidato a deputado federal.

Os ministros da corte eleitoral analisaram nesta terça (17) um recurso pelo qual o Ministério Público Eleitoral tentava reverter o entendimento do TRE-SP. Os magistrados seguiram o voto do relator, Alexandre de Moraes.

O MPE alegava que Salles contratou 13 anúncios publicitários em um jornal de São Paulo, no valor de R$ 260 mil, às vésperas do período eleitoral, quando era presidente da Associação Endireita Brasil, com “objetivo exclusivo de promover ilegalmente sua candidatura”.

Na esfera criminal, o ex-ministro é acusado de ter atrapalhado investigações sobre a maior apreensão de madeira da história. A PF vê “fortes indícios” de que Salles participa de um esquema de contrabando ilegal, o que ele nega.

Mais notícias
TOPO