ACESSE

TSE mantém cassações no Amazonas

Telegram

O Tribunal Superior Eleitoral rejeitou recursos e manteve as cassações de José Melo (PROS) e Henrique Oliveira (Solidariedade), eleitos governador e vice do Amazonas em 2014.

Os dois foram cassados por compra de votos. Os recursos foram rejeitados pelos sete ministros da corte, informa o G1.

O TSE também manteve a realização de nova eleição, cujo segundo turno está marcado para o próximo domingo, 27.

No primeiro turno, os mais votados foram os ex-governadores Amazonino Mendes (PDT), com 38%, e Eduardo Braga (PMDB), com 25%.

 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler comentários