TSE nega pedido para cancelar registro de partidos

O ministro Napoleão Maia Nunes Filho, do TSE, negou pedido impetrado por Modesto Carvalhosa para cancelar o registro de partidos investigados pela Lava Jato: PT, MDB, PP, PROS, PRB, PCdoB, PDT, PR e PSD.

O jurista elencou argumentos: recebimento de recursos ilícitos, não prestação de contas à Justiça Eleitoral, funcionamento parlamentar em desacordo com a lei, entre outros.

No caso específico do PT, lembra a coluna Radar, havia ainda a acusação de “instrução e utilização de organizações paramilitares”.

O ministrou negou o pedido, alegando que “no sistema brasileiro de democracia representativa, os partidos políticos exercem papel crucial na atividade de captação e de manifestação da vontade popular”.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 5 comentários
  1. Além dos divinos togados instalados nas côrtes já tínhamos os políticos criadores de sindicatos e partidos, tudo contra o povo que eles, todos eles, dizem defender. Sabemos todos que cuidam mesmo é $