Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

TSE permite que Tabata Amaral desfilie-se do PDT sem perder mandato

TSE permite que Tabata Amaral desfilie-se do PDT sem perder mandato
Foto: PDT na Câmara

A deputada Tabata Amaral (SP) conseguiu hoje, no TSE, o direito a desfiliar-se do PDT sem perder seu mandato. A parlamentar alegou ser discriminada pelo partido para propor a ação.

Por 6 votos a 1, o TSE entendeu que houve “justa causa” para a desfiliação. A ação foi apresentada por Tabata em outubro de 2019, depois que a deputada votou a favor da reforma da Previdência, contra a orientação dada pelo PDT à época.

Além dela, os deputados Subtenente Gonzaga (MG), Flávio Nogueira (PI), Silvia Cristina (RO), Gil Cutrim (MA), Marlon Santos (RS), Jesus Sérgio (AC) e Alex Santana (BA) também votaram a favor da mudança das regras previdenciárias. Todos foram processados na Comissão de Ética do PDT por infidelidade partidária.

Os processos foram encerrados sem qualquer desfecho, mas a Executiva Nacional do PDT suspendeu os oito parlamentares por 90 dias. Durante o período, que terminou em outubro de 2019, os oito deputados não puderam exercer cargos em comissões da Câmara.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO