TSE SERÁ QUESTIONADO, DE NOVO, SOBRE REALIZAÇÃO DO VOTO IMPRESSO

Telegram

Nesta sexta-feira, chegará ao TSE um novo questionamento elaborado pela equipe do jurista Modesto Carvalhosa — ao qual O Antagonista teve acesso em primeira mão — para que haja voto impresso nas eleições de 2018, como manda a lei.

Com tabelas e pesquisas de preços que reforçam os argumentos ali apresentados, os advogados pedem, por exemplo, para que a corte explique as razões do custo unitário de impressoras de R$ 1.720,52. Uma impressora a laser, com base na tabela de empresa cadastrada no próprio TSE, sai por R$ 220.

Vejam este trecho do ofício que será entregue ao TSE — aqui a íntegra:

Comentários

  • Jefferson -

    Li o ofício todo! O edital do TSE é pura patifaria e farra de $$ público em conluio com a empresa contratada. Fosse nos USA, o gilmar e curriola seriam presos sumariamente. ACOOORDA BRASIL!!!

  • Ademar -

    Só nas compras públicas mesmo que os volumes comprados aumentam o preço em lugar de diminuir. E todos tratam isso como normal, está público e notório em licitações e contratos públicos... Já é hora de acabar com isso. No caso específico das urnas, é urgente. Se necessário tira-se do fundo partidário para viabilizar a impressão dos votos!!

  • Giba -

    O Antagonista deveria fazer um abaixo-assinado virtual, para exigir o cumprimento de tal Lei do "voto impresso" - urgente !!

Ler 35 comentários