Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

TSE vai julgar deputado acusado de divulgar fake news sobre urna eletrônica

Em 2018, numa live durante o horário de votação do 1º turno, Fernando Francischini alegou fraudes, nunca confirmadas; caso pode servir de jurisprudência
TSE vai julgar deputado acusado de divulgar fake news sobre urna eletrônica
Abdias Pinheiro/ASCOM/TSE.

O TSE vai analisar na noite desta terça-feira, 19, uma ação do Ministério Público Eleitoral contra o deputado estadual paranaense Fernando Francischini, do PSL.

Segundo o processo, Francischini fez uma live nas redes sociais durante o horário de votação do primeiro turno das eleições de 2018 e, durante a transmissão, divulgou a informação —não confirmada— de que duas urnas eletrônicas haviam sido fraudadas.

Para a Promotoria Eleitoral, o pronunciamento ocorreu em tom “sensacionalista e ofensivo”. Ministros do TSE acreditam que o episódio possa servir de jurisprudência para outros casos de políticos que propagam fake news sobre o sistema eleitoral brasileiro.

LEIA MAIS na Crusoé; assine a revista e apoie o jornalismo independente.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....