Tucano acusado de receber propina volta ao TCE

A Folha registra que Robson Marinho voltará, depois de três anos de afastamento, ao cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, por decisão do TJ.

O ex-chefe da Casa Civil paulista (gestão Mário Covas) é acusado de receber US$ 3 milhões em propina da Alstom, entre 1998 e 2005, em contas na Suíça.

A defesa de Marinho alegou que, depois de três anos, o caso ainda não fora julgado. A Procuradoria promete recorrer da decisão de reintegrá-lo ao TCE.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Mario Arruda disse:

    No Brasil, o crime compensa. Vagabundo, Canalha, ainda voltar????e esses tribunais superiores que so soltam e protegem bandidos??? Pra que a gente gastar tanto com esses caras??? Vamos extinguir isso.

Ler comentários
  1. Ricardo disse:

    DECISAO DO TJ PARECE ATE QUE TJ E ALGUEM CADE OS NOMES DOS CAN4LHAS ANTAGONISTAS VAMOS TRABLAHAR DIREITO P0RR4

  2. Marco Orgânico disse:

    Justiça brasileira. Tarda mas não acontece!!! Mais um bandido voltando lépido e faceiro para "cuidar" da coisa pública...no Tribunal de Contas, que deveria ser o celeiro dos mais honestos.... Eta brasilzão véio de guerra!!!

  3. Catzilla disse:

    Imagine , voltar depois de roubar, vai carpir roça sem vergonha!!!