Tucanos na mira da PF atrapalham discurso de Alckmin, avalia comitê do candidato

O comitê de campanha de Geraldo Alckmin recebeu com preocupação as ações da Polícia Federal contra políticos do PSDB nos últimos dias, informa Andréia Sadi no G1.

“A equipe admite que o envolvimento de políticos tucanos em operações da PF atrapalham o discurso do candidato contra a corrupção.”

Na avaliação da equipe tucana, a prisão de Beto Richa, ex-governador do Paraná, “tem mais desgaste para o partido do ponto de vista de imagem”.

Mas a situação de Reinaldo Azambuja, governador do Mato Grosso do Sul e candidato à reeleição, “complica a vida de Alckmin, do ponto de vista da máquina partidária, porque, embora não tenha sido preso, ele liderava as pesquisas e ajudava o tucano com votos na região”.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 24 comentários
  1. Agora só falta a Lava Jato/SP prender o Chuchu Orcrimin e sua quadrilha.A corrupção em SP é maior que no PR:RodoAnel, Metrô, Merenda e Trensalão. Cadeia para Cunhado1, Cunhado2 e Paulo Preto

  2. Estou falando! Não deu via Intervenção, dará via Eleição- 1º Turno: Bolsonaro Presidente Capitão, Mourão Vice General. O cerco está se fechando a essa cambada de comunistas larápios.

  3. Quem mais atrapalha o Alckminóquio é ele próprio, pois seu nome faz parte da lista do departamento de propinas da Odebrecht. E todo eleitor paulista consciente sabe disso. Game over, Gerardo!

  4. Ele precisa tomar AULAS com os petistas para aprender a PULAR essa parte. Alias qual partido do Brasil que não está na mesma situação?Não escapa nenhum, culpa do próprio brasileiro que não sabe

  5. Aos eleitores indecisos: a prioridade é sepultar as esquerdas e seus aliados… Não desperdice o Voto! Escolha quem tem chances reais de vitoria. Direita unida, jamais será vencida!#17