Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Tudo aquilo se equipara às pesquisas que os nazistas faziam nos campos de concentração"

As leis que foram criadas para punir as monstruosidades dos campos de extermínio podem ajudar a enquadrar os crimes dos bolsonaristas
“Tudo aquilo se equipara às pesquisas que os nazistas faziam nos campos de concentração”
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Jair Bolsonaro tem de ser julgado como os carrascos de guerra da antiga Iugoslávia, disse o especialista em bioética Volnei Garrafa, em sua entrevista à Crusoé.

Ele disse também:

“O Conselho Federal de Medicina inverteu escandalosamente o conceito de autonomia.  Que autonomia é essa que ludibria a informação que o médico tem que dar ao paciente para informá-lo e para defender a sua segurança? Foi isso o que aconteceu na Prevent Senior, onde houve uma série de distorções sob o ponto de vista criminal e sob o ponto de vista ético. Tudo aquilo que aconteceu na Prevent e as pesquisas em Manaus e em Porto Alegre (com proxalutamida e cloroquina) se equipara às pesquisas que os nazistas faziam nos campos de concentração. As pessoas estavam desinformadas. O grande referencial da Declaração de Nuremberg, de 1947, é que toda e qualquer ação clínica no corpo de uma pessoa deve ter o consentimento informado e esclarecido dessa pessoa. É um balizador dos direitos humanos, que foi flagrantemente desrespeitado nessas pesquisas. Depois, houve ainda o fato de ocultarem informações de atestados de óbito. É um absurdo.”

Omar Aziz, presidente da CPI da Covid, quer evitar que Jair Bolsonaro e seus cúmplices sejam acusados de genocídio. Mas as leis que foram criadas para punir as monstruosidades dos campos de extermínio podem ajudar a enquadrar seus crimes.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO