ACESSE

"Tudo foi dito ao presidente"

Telegram

Luiz Henrique Mandetta previu que o Brasil chegaria em julho com 60 mil mortes por Covid-19.

Em entrevista à Veja, ele disse que avisou Jair Bolsonaro:

“Tudo foi dito ao presidente, mas ele começou a se assessorar de pessoas externas, que falavam exatamente o que ele queria ouvir. Teve um ex-deputado que falou que seriam 1 000 óbitos.”

A revista perguntou se ele se referia a Osmar Terra [nota: Osmar Terra é ex-ministro, mas ainda é deputado federal].

Ele respondeu:

“É, o Osmar era quem mais capitaneava essa tese. Lembro de dizer que quem fizesse previsão dessa doença com base em outras epidemias iria quebrar a cara. E quebrou.”

Leia mais: Comprovação do elo entre a Presidência da República e o gabinete do ódio complica Bolsonaro. Clique e leia

Comentários

  • Gilberto -

    Além de fazer previsões e contar mortos, o que fez Mandetta???? Mandou ficar em casa e só ir ao hospital para morrer. Tivesse providenciado tratamento precoce teria evitado muitas mortes.

  • Maria -

    Antas adoram dar ibope pro oportunista né? Nem fala mais das falcatruas do ministério no comando dele. Vcs perderam a credibilidade, total

  • LIGIA -

    Diante da realidade q se impõe e do número de mortos, Osmar Terra sumiu. Ainda bem! Menos um para atrapalhar.

Ler 58 comentários