ACESSE

"Tudo não passou de boato", diz juíza sobre Eike

Telegram

“Tudo não passou de boatos articulados pelos acusados, para provocar artificialmente alta das ações da OGX no mercado e ganhos em detrimento dos investidores honestos, que não faziam a mínima ideia do jogo sujo em que estavam metidos”, disse a juíza Rosália Figueiredo, ao condenar Eike Batista a oito anos de prisão, em sentença publicada ontem.

Segundo ela, as alegações da defesa de Eike “não merecem credibilidade”, já que ele era um dos principais empresários do país e fazia questão de anunciar que trabalhava com os maiores especialistas do mercado.

Eike foi condenado a oito anos de prisão no regime semiaberto. Paulo Mendonça, ex-presidente da OGX, e Marcelo Torres, ex-diretor, pegaram cinco anos e dez meses cada de prisão.

Leia mais: Compras emergenciais para a pandemia: suspeitas de fraude, superfaturamento e corrupção

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 9 comentários