ACESSE

Turma do STF mantém foro para congressista reeleito

Telegram

A decisão da Segunda Turma do STF sobre Dudu da Fonte –que se tornou réu na Lava Jato no próprio Supremo– responde ao questionamento que Raquel Dodge havia feito ontem.

Ou seja: o foro privilegiado vale, sim, para congressista reeleito, em caso de suspeita de crime praticado no mandato anterior e que tenha relação com o cargo atual.

A denúncia contra Dudu da Fonte, acusado de receber propina da UTC, refere-se a fatos acontecidos em 2009 e 2010, em seu mandato anterior na Câmara.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 21 comentários