Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

TV Cultura desmente notícia de que O Antagonista recebeu R$ 8 milhões para atacar Bolsonaro

TV Cultura desmente notícia de que O Antagonista recebeu R$ 8 milhões para atacar Bolsonaro
Foto: Isac Nóbrega/PR

Em nota, a TV Cultura negou a notícia mentirosa de que O Antagonista teria recebido R$ 8 milhões para atacar Jair Bolsonaro por meio do Manhattan Connection, através de um contrato com a Blend, que produz o programa.

A emissora esclarece que a Blend assume a total e integral responsabilidade e custos pela produção do programa “Manhattan Connection”, inclusive a remuneração de todos os seus participantes”, o que desmonta a tese da militância bolsonarista.

Trata-se de notícia tendenciosa que distorce e falseia os fatos, e que merecerá prontas providências jurídicas para o restabelecimento da verdade.”

Leia a nota:

“Em decorrência de fake news envolvendo o programa Manhattan Connection, exibido pela TV Cultura, publicadas na manhã desta segunda-feira (5/4), a Fundação Padre Anchieta vem esclarecer que se trata de contrato de parceria estabelecido entre Blend Negócios Divulgação e Editoração Ltda. e a FPA (TV Cultura), voltados para a produção e a exibição do programa Manhattan Connection.

A Blend Negócios Divulgação e Editoração Ltda. (Blend) é empresa produtora independente, que detém os direitos de produção e de exploração de um produto audiovisual, destinado à exibição por televisão, com marca ‘Manhattan Connection’.

A Fundação Padre Anchieta é detentora do direito de exploração de emissora de radiodifusão por sons e imagens, que adota a denominação figurativa ‘TV Cultura’.

Pelo contrato de parceria, a Blend assume a total e integral responsabilidade e custos pela produção do programa ‘Manhattan Connection’, inclusive a remuneração de todos os seus participantes, entregando, semanalmente, um programa pronto e acabado, para exibição pela TV Cultura.

A remuneração da Blend para a disponibilização do conteúdo do programa ocorre exclusivamente pela participação no resultado financeiro mensal que for obtido com comercialização das quotas de patrocínio na exibição.

O extrato do contrato foi publicado no portal de transparência da TV Cultura e o montante nele indicado, de R$ 8.064.000,00, é mera uma estimativa, se o contrato vier a ser cumprido, em sua integralidade, e atingida a expectativa financeira, no período de cinco anos.

Trata-se de notícia tendenciosa que distorce e falseia os fatos, e que merecerá prontas providências jurídicas para o restabelecimento da verdade.”

Leia mais: Crusoé revela documentos de leniência que a holding JBS omitiu da Justiça. Há ainda novos detalhes de repasses feitos a ministros do atual governo e ao Instituto Lula.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO