Uber versus táxis: possibilidade de novo adiamento

Com a proximidade das eleições de 2018, senadores estão receosos em assumir um lado e votar o projeto de regulamentação de aplicativos de transporte como Uber e Cabify.

A votação está prevista para logo mais, no plenário, mas O Antagonista tem escutado de alguns parlamentares que ainda não há clima nem acordo para concluir essa questão hoje.

A conferir.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 10 comentários
  1. Incrivel como está porcaria de Congesso Nacional só vota para prejudicar a população. Toda essa movimentação para cercear os aplicativos justifica-se apenas pelas gorgetas e comissões das máfias que dominam o sistema de taxi de Rio e São Paulo. Guardem o nome dos senadores que votarem para extinguir os aplicativos. As eleições estão mesmo ali.

  2. ACHO QUE A SOLUÇÃO SERIA QUE APLICATIVOS DE TAXI, SÓ PODERIA TRABALHAR SE FOR EMPRESA BRASILEIRA, SEM REMESSA DE VALOR PARA O EXTERIOR.

    TAXAR IMPOSTOS, E COLOCAR PERCENTUAL MINIMO E MÁXIMO PARA KM RODADO.

    ESSE TIPO DE APLICATIVO, COM O TEMPO, FARÁ PARTE DO CONTROLE MUNDIAL DE PESSOAS. TIPOW, DE ONDE VEIO PARA ONDE FOI. ISSE MESMO CONTROLE QUE O GOOGLE FAZ COM VC DIARIAMENTE, SEM QUE VC PERCEBA.

  3. NAO VAI TER VOTO
    NAO VAI TER VOTO
    NAO VAI TER VOTO
    UBER É PATRIMONIO DO BRASILEIRO
    ACABA COM OS TAXIS , AS PREFEITURAS NAO GANHAM NADA QUEM GANHA É A CORRPÇAO, AS EMPRESAS DISTRIBUEM GRANA PARA CORRUPÇAO.