ACESSE

Um crime sem vítima

Telegram

Flávio Rocha está entusiasmado com o governo de Jair Bolsonaro.

O dono da Riachuelo disse para a Época:

“Paulo Guedes é o homem que vai tirar o presunto da sala.”

E em seguida:

“Sergio Moro está incumbido de espantar, matar e punir as moscas.”

Ele só hesitou quando foi perguntado sobre Fabrício Queiroz:

“É, eu… Eu, eu acho que é uma, é uma prática… Realmente, não é, que, que… Eu acho que é um… Um crime… Não, não, acho que eu não vou, não quero opinar não… É que cá, cá, cá entre nós, eu acho que houve uma… Uma desproporção no espaço que foi dado. Realmente essa é uma prática dos Poderes Legislativos aí. Mas a rigor é um crime sem vítima, não é? Você vê que foi uma prática generalizada, que é condenável, mas eu acho que isso não, não compromete a impressão que eu tenho do, da… do compromisso que esse governo tem de fazer as coisas certas e fazer da… Quer dizer, o compromisso com a ética e com a moralidade.”

Transferir a embaixada de Tel Aviv para Jerusalém. Se você deseja entender melhor a questão, precisa conhecer agora mesmo a posição “politicamente incorreta” do Narloch. Veja aqui!

Comentários

  • Gaudério -

    Tem vítima sim, Sr. Riachuelo! O Zé povim que sustenta todas as Câmaras de Vereadores, AL's e Congresso. Se tem Rachid de 1/3, a gente poderia bancar salário de 30%, né mesmo?

  • Tereza -

    Gargalhando. São os dois lados da mesma nota de 3 reais. Quem ensinou o Flavuxo a tomar dinheiro do erário público via extorsão de amigos foi o Bozo. Começou com o Bozo tomando grana para o Flavu

  • ThomasM -

    Gaguejou, perdeu! Pra que passar pano, é crime e tem vítimas sim (no caso, nós, os contribuintes)

Ler 158 comentários