Um delator de verdade

Leonardo Meirelles, sócio de Alberto Youssef no laboratório Labogen, negocia um acordo de delação premiada com a Lava Jato, segundo O Globo.

Seu advogado disse que Meirelles fez mais de 4 mil operações financeiras irregulares no exterior, que envolvem “mais de um político”.

Mas não é só isso.

Hoje à tarde, Meirelles prestou depoimento no processo que investiga a Odebrecht e acusou a empreiteira escravista de ter usado a Labogen para repassar 7 milhões de reais em propinas no exterior.

Será que tem uma “cta. Suíça” lá no meio?

Faça o primeiro comentário