ACESSE

Um exemplo de que o crime compensa no Brasil

Telegram

Henrique Pizzolato é um exemplo acabado de que o crime compensa no Brasil.

Condenado a 12 anos e 7 meses de prisão por formação de quadrilha, peculato e lavagem de dinheiro, incorreu em novos crimes ao usar documentos do irmão morto para fugir.

Plano de fuga, aliás, que já estava pronto. Registros eleitorais revelaram que o irmão morto na juventude votou nas eleições de 2008, sugerindo que seus documentos foram ‘esquentados’ para eventual utilização ilegal.

Preso na Itália e extraditado, Pizzolato começou a cumprir pena no fim de 2015 e, em maio passado, já passou ao regime semiaberto. A partir de amanhã, deixará definitivamente a Papuda.

E mais… gozará da aposentadoria de R$ 25 mil como ex-funcionário do BB.

A superpromoção no BB do filho do vice-presidente da República já virou piada. Entenda AQUI

Comentários

  • Leopoldo -

    Lula eleito o "libertado" será reconduzido ao cargo de presidente do Banco Central ou do Brasil. Pule de 10.

  • Caco -

    Todo vagabundo e mau-caráter é ou quer ser servidor público! O que fez o STF? Servidores públicos malditos e vagabundos protegendo seus pares e mandando o recado para os otários dos eleitores que votam no Tiririca e no Lula. Povão idiota. Tem mais é que engolir essa mesmo e ficar calado. Brasil: um país onde TODOS os brasileiros querem ter um vidão na sombra do Estado e do dinheiro público.

  • Lourival -

    E vergonhoso e STF ate quando nos vamos aceitar isso. Gasta um dinheirao para extradicao para ficar solto.

Ler 114 comentários