Um fantasma do passado

Quem ainda se lembra de Marcelo Sereno?

Operador de José Dirceu na Casa Civil, conhecido como PC Farias do PT, ele foi um dos articuladores do mensalão.

Agora a Lava Jato descobriu que ele levou dinheiro também do petrolão.

Interrogado por Sérgio Moro, Zwi Skornicki disse que pagou propina ao PT por meio da empresa fantasma Zaama Planejamento e Gestão Empresarial.

O Globo informa que a Zaama pertence à mulher de Marcelo Sereno, Cátia Bertoti, e à sua cunhada, Maria Lorien Bertoti.

Depois de sair do governo Lula, Marcelo Sereno passou a comandar a refinaria de Manguinhos.

Essa história ficou perdida por anos e anos no mar de denúncias contra o PT. Mas ela finalmente foi resgatada.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200