Um governo da ORCRIM

O governo de Dilma Rousseff foi montado apenas para servir à ORCRIM.

É o que diz a IstoÉ, revelando o papel de cada ministro no maior esquema criminoso da história: Paulo Bernardo, Gleisi Hoffmann, Carlos Gabas, Edinho Silva, Fernando Pimentel, Jaques Wagner, Giles Azevedo, Ricardo Berzoini, Guido Mantega, Antonio Palocci, Gilberto Carvalho.

Álvaro Guedes, professor da Unesp, descreveu o esquema:

“Pessoas foram escolhidas a dedo para estar em posições estratégicas e promover o desvio de dinheiro”.

A reportagem da IstoÉ só excluiu do organograma criminoso o ministro sombra da Casa Civil e chefe da ORCRIM.

Faça o primeiro comentário