“Um líder de convicções”

A Presidência da República se manifestou, em nota, sobre a morte de Fidel:

“Fidel Castro foi um líder de convicções. Marcou a segunda metade do século XX com a defesa firme das ideias em que acreditava.”

Faça o primeiro comentário