Um novo tribunal, o 'Subpremo'

O procurador Vladimir Aras escreveu para o site jurídico Jota um artigo em que chama o STF, depois da decisão que beneficiou Aécio Neves, de “Subpremo”.

Segundo Aras, trata-se de “uma nova corte no país”. “É aquele tribunal que não dá mais a última palavra sobre questões judiciais em sede penal.”

Comentários

  • Waldomiro -

    FICOU EVIDENTE E CLARO QUE APÓS O JULGAMENTO DO DIA 11 O STF PROTEGE DESCARADAMENTE E SEM PUDOR OS POLÍTICOS BANDIDOS, LADRÕES, CORRUPTOS, ELES (STF) ESTÃO AO LADO DA ORCRIM E DERAM AS COSTAS A NAÇÃO.

  • Mark -

    Eu li o artigo do Sub Procurador! Chega ser risível que gente que vive como operador do direito, e com destaque, expresse entendimento oscilante sobre a legislação brasileira dependendo de quem seriam os beneficiados ou prejudicados pela sua opinião. Não precisa ser um gênio jurídico para se reconhecer que o a segunda turma extrapolou a competência do STF, e colocou o Pleno na maior "toga justa" , entre o que está na Constituição e o que vai na cabecinha da população, estimulada por gente como o Antagonista, por exemplo. Deveria sim concentrar suas energias em julgar os processos contra os Senadores que já estão por lá. O julgamento em definitivo, que também poderia ser revisto pelo Senado, colocaria o Congresso e STF diante da mesma opinião pública e venceria o mais sensível, ou o mais resiliente, mas cumprir-se-ia o texto constitucional. Pelo que se viu, temos uma primeira impressão de problemas, uns os vê no STF , outros no Senado. Na verdade, temos um problema na Constituição, que neste caso deu superproteção aos parlamentares. mas enquanto a Constituição for esta, temos que cumprí-la.

  • claudio -

    Muito adequado !

Ler 67 comentários