Um panelaço de sopa para o azar

Segundo a Folha, os assessores de Temer estão divididos quanto a um eventual pronunciamento do presidente, em rede nacional, no fim do ano.

Os que aprovam a ideia argumentam que será a chance de Temer mostrar suas realizações em sete meses de governo.

O presidente também jogaria a responsabilidade pelo caos econômico na herança maldita recebida do PT.

Já os que são contrários ao discurso temem algo que Janete conheceu bem: panelaços e buzinaços na hora do pronunciamento.

Com 46% de ruim e péssimo, seria arriscar-se a dar um panelaço de sopa para o azar.

Faça o primeiro comentário