Um pouco de coerência

Marco Aurélio disse que a ordem adotada por Eduardo Cunha desvirtua a neutralidade do julgamento. Gilmar Mendes o interrompeu para lembrá-lo de que não se deve esperar do Congresso imparcialidade ou neutralidade, apenas o “devido processo legal”.

“Só para que tenhamos um mínimo de coerência.”

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 14 comentários
  1. E o Requião hein? Ele sempre fala tanto – e tanta asneira, já que ele é da classe dos “Ciros Gomes da vida” que não perdem a chance de falar besteira – e agora sumiu da mídia?

  2. Este Leonardo Picciani pensa que engana alguém. O Temer que fique esperto com este filhote de jararaca que votou contra o Impeachment no relatório de segunda feira. O povo nunca se esquecerá disto.

  3. Eu disse aqui, em uma outra notícia: os passos do crápula, do mau caráter, são previsíveis. Disse mais, modéstia a parte: o Leonardo Piciani iria trair Dilma. Se li direito a matéria, com satisfação digo que acertei, mais uma vez.

  4. Não importa de que lado esteja. Esse Picciani vende a mãe e entrega. Ele quer é ficar do lado de quem vai governar. Apoiou o Aécio nas eleições, depois em cima do muro, foi cooptado pelo pt, foi e voltou mais de uma vez, assumiu a liderança do governo, perdeu essa liderança, recuperou-a novamente, formou a comissão do impeachment, e agora pulou fora do barco. Se tivesse vergonha na cara, ele não teria entrado nesse barco. Enfim, eu não contrataria esse cara para ser porteiro do meu prédio. Ele daria o serviço para os bandidos. Cuidado com ele, Temer. Diz o ditado que quem faz um cesto faz cem

  5. Temer articula. E, espero, articule sem promessas e diga aos ignóbeis que a canalhice acabou. Que quer entrar na história como um conciliador, com governo de especialistas e ações estratégicas, planejamento a longo prazo. De outro lado, avisa que a Lava Jato se torna ministério, acabando a bandalheira, extinguindo corregedorias lenientes e instituindo o respeito ao público. Aos bens públicos. Conclama todos os gestores da nação a investirem em real conhecimento. Educação. Sem limites. Estudos e méritos. Técnicos do Exército serão avalistas das obras públicas. Saúde inicia pela sanitarismo. Tá?

  6. Estão querendo criar um clima do já ganhou. A Grande Imprensa continua comprada, e vão jogar as últimas cartas até domingo. Não se iluda coma Bergamo, também. Aquilo lá é cobra criada. Veja uma matéria na Folha, uma entrevista com um tal consultor. Blá Blá Bla´, só para falar que o Temer, POR NÃO TER SIDO ELEITO, NÃO VAI CONSEGUIR FAZER AS MUDANÇAS ESTRUTURAIS QUE O PAÍS PRECISA. PILANTRAS!!!

  7. Isto foi a manchete da Veja: Em clima de festa, Temer recebe deputados e discute apoio no Congresso; NÃO CAIA NESSA ANTAGONISTA! A VEJA ESTÁ JOGANDO CONTRA! ESTE TIPO DE MATÉRIA É PARA VALIDAR O DISCURSO DA DILMA ONTEM NO PLANALTO.