“Um recall que nos livre dos canalhas”

Roberto DaMatta sugere que a reforma política tenha apenas dois pontos:

“Não falo da reforma política, exceto para dizer que precisamos mais de uma metamorfose dos políticos do que de uma mudança de regras. Sou, entretanto, a favor de eleições e de deseleições (recall) que nos livrem dos canalhas. Sou contra esse tal fundo eleitoral que alguns imbecis chamam de ‘democrático’. Partidos políticos são associações de cidadãos e, como um clube, devem ser autofinanciáveis.”

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Carmen lutti disse:

    Concordo totalmente! Partidos e candidatos que não conseguem agregar apoiadores não representam nada e são desnecessários.

Ler comentários
  1. z disse:

    Fim do foro privilegiado do fundo partidário e Voto Distrital já um avanço sem precedentes pra escorraçar a velhacaria do poder.

  2. A Bem da verdade disse:

    Para se ter isto só se tivermos o Distrital puro

  3. Cicero Duarte disse:

    Nessa reforma eleitoral, o grande diferencial seria a validação de votos nulos e brancos! Lembrem-se da recente eleição no Amazonas!

    1. E daí? seria eleito de qualquer maneira o candidato mais votado, branco e nulo não tem como tomar posse.

  4. Alex disse:

    A unica reforma política existente no atual cenário no Brasil é BOLSONARO O resto é a continuação para manter o projeto de poder do foro de são paulo. BOLSONARO 51 PRESIDENTE 2018! 👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏