ACESSE

Um terço do Congresso acionou Justiça para retirar conteúdo da internet

Telegram

Em meio à discussão do projeto de lei sobre fakes news, senadores e deputados já moveram ao menos 479 ações na Justiça para tentar remover conteúdos em jornais, blogs ou redes sociais.

Segundo a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), as ações foram movidas por 233 dos 594 deputados federais e senadores.

Dos 513 deputados, 196 são autores de 354 ações para retirar conteúdos.

São 296 pedidos que alegam difamação. Em 87% deles, o alvo é um blog, um jornal ou uma rede social.

O parlamentar que mais moveu ações na Justiça foi o deputado Camilo Capiberibe (PSB-AL). Ele entrou com 13 pedidos para remoção de conteúdo — a maioria em 2014, quanto tentava a reeleição ao Governo do Amapá.

Leia mais: Exclusivo: a imprensa livre na mira

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 13 comentários